Aprovação Caderno Reivindicativo janeiro 2022

FNAEESP FNAEESP

Ontem, dia 13 de janeiro de 2022, reuniram-se mais de 50 dirigentes associativos para a Assembleia Geral Extraordinária da FNAEESP. Atendendo aos constrangimentos do panorama atual provocado pela Covid-19, a FNAEESP reuniu com as suas associações de estudantes através através da Plataforma ZOOM, zelando assim pela segurança de todos os dirigentes envolvidos.

Foi apresentado e discutido entre os presentes, sobre proposta da direção, o novo Caderno Reivindicativo de janeiro 2022.

Este documento disponível AQIUI, trará o conjunto daquelas que têm sido as bandeiras da FNAEESP no último ano, bem como as posições políticas e os problemas com que os estudantes se defrontam nos dias de hoje.

É desde logo destacada a Ação Social como garante do acesso, permanência, criador de oportunidade de saídas para o mercado de trabalho. Neste as bolsas de estudo ocupam aquilo que defendemos, o aumento do seu valor para estudantes de mestrado e o seu alargamento a mais estudantes de maneira generalizada mas sustentada.

Quanto ao Financiamento do Ensino Superior, é defendido que a formula de financiamento das IES deve ser revista e que estas devem se compensadas financeiramente pelo esforço redobrado com as exigências da Pandemia da COVID-19. Deve ser criado um quadro legal que considere financiamento proveniente da cobrança das taxas e emolumentos deve ser mudado, bem como a fixação do valor da Propina a Tempo Integral do 1º Ciclo de Estudos na Lei de Bases do Financiamento do Ensino Superior.

A FNAEESP realça a necessidade de proporcionar ao Ensino Superior Politécnico a possibilidade de outorgar o grau de doutor no Subsistema Politécnico , de maneira a tornar possível o desenvolvimento, crescimento dos projetos de investigação nas instituições e nas regiões.

Ao fim de mais de 20 anos da assinatura da Declaração de Bolonha, em 1999, seria expectável um Ensino Superior com uma organização curricular diferente da que temos hoje. Assim faz-se sentir a necessidade de promover mais Inovação Pedagógica: aumentando a formação dos docentes; e reformulando os cursos de modo a promover odesenvolvimento das soft skills e hard skills dos estudantes.

Em concreto sobre o Abandono Escolar, a FNAEESP exige que seja cumprida a e executada a Resolução 60/2013 da Assembleia da República – emissão do relatório anual referente ao abandono escolar no ensino superior. É defendido ainda o reforço de programas de vocação pedagógico-profissional desde o ensino secundário e durante o ensino superior, bem como dinâmicas de colmatar eventuais falhas a nível da aquisição de conhecimentos por parte dos
estudantes.

O Caderno Reivindicativo de janeiro 2022 p0ode ainda se consultado aqui.

FNAEESPAprovação Caderno Reivindicativo janeiro 2022