“FNAEESP CONGRATULA-SE COM O AUMENTO DO NÚMERO DE ESTUDANTES A INGRESSAR NO ENSINO SUPERIOR, EM PARTICULAR NO ENSINO POLITÉCNICO”

FNAEESP Comunicados

No seguimento da publicação dos resultados das colocações da primeira fase do concurso nacional de acesso ao Ensino Superior por parte da Direção Geral do Ensino Superior, cumpre à Federação Nacional de Associações de Estudantes do Ensino Superior Politécnico relevar o crescimento de 16,7% no número de colocados no Ensino Superior Politécnico Português, correspondendo a um total de 15329 estudantes, mais 2196 que em 2014. Os números apresentados neste subsistema de ensino são também superiores à média nacional (ensino universitário e politécnico), que apresenta um aumento do número de colocados face a 2014 de 11,4% (mais 4290 estudantes do que na primeira fase do concurso nacional de 2014).

Outra das conclusões obtidas é o incremento de 13,2% do número de estudantes colocados em primeira opção em instituições de Ensino Superior Politécnico, o que significa que mais 1608 estudantes colocaram como prioritária a entrada num curso ministrado no Ensino Politécnico, revelando bem a confiança depositada nas formações ministradas neste subsistema de ensino e a qualidade por estas apresentadas, largamente reconhecida por parte dos stakeholders.

A estrutura de representação máxima dos estudantes do Ensino Superior Politécnico espera ainda que os sinais agora apresentados signifiquem uma mudança clara de paradigma, na interpretação geral da população jovem portuguesa de que a formação superior compensa e gera retornos sociais e económicos bastante significativos.

Ainda assim, e sem prejuízo dos indicadores positivos apresentados, relembra a FNAEESP que Portugal continua com atrasos bastante significativos em relação às metas estabelecidas para 2020, de 40% da população diplomada com um curso superior, na faixa etária dos 30 aos 34 anos. Os atuais 29% vêm apenas reforçar a urgência de um maior investimento na Educação, e na formação superior em particular, pelo que se impõe ao próximo Governo de Portugal,a ser formado após as Eleições Legislativas de 2015, que considere este como um dos setores do Estado a potenciar e que mais deve ser estimulado durante o próximo ciclo governativo de 4 anos, dando prova de que o caminho do conhecimento é, inevitavelmente, o caminho do futuro.

8 de setembro de 2015

FNAEESP“FNAEESP CONGRATULA-SE COM O AUMENTO DO NÚMERO DE ESTUDANTES A INGRESSAR NO ENSINO SUPERIOR, EM PARTICULAR NO ENSINO POLITÉCNICO”