Comunicado

Encontro Nacional de Politécnicos: Estudantes Refletem sobre o Estado do Ensino Superior

FNAEESP Comunicados

Nos passados dias 16, 17 e 18 de novembro, a FNAEESP – Federação Nacional de Associações de Estudantes do Ensino Superior Politécnico – dinamizou o IX Encontro Nacional de Politécnicos (ENP) em coorganização com a Associação de Estudantes do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (AE ISCAC).

A estrutura federativa, criada em 1989, possui atualmente 53 Associações Académicas e de Estudantes Federadas (AAEE) e representa através dos seus membros cerca de cem mil estudantes. Esta foi criada para assegurar a representação das AAEE Federadas e, consequentemente, dos estudantes do Ensino Superior Politécnico por elas representados, tendo tido ao longo dos anos um papel fundamental na defesa do Ensino Superior Politécnico, visando o bem-estar dos estudantes e os seus direitos, lutando sempre pela sua dignificação.

O ENP tem como objetivo reunir entidades e estruturas relacionadas com o setor da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, fomentando a discussão de temas relacionadas com este. Este evento contou com 98 convidados, sendo que cinco destes marcaram presença enquanto convidados de honra: Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Professor João Sobrinho Teixeira; Presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores de Politécnicos, Professor Pedro Dominguinhos; Presidente do Instituto Politécnico de Coimbra, Professor Jorge Conde; Presidente do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra, Professor Pedro Costa e a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Coimbra, Doutora Carina Gomes.

O programa do evento teve treze momentos distintos, iniciando-se com uma Sessão de Abertura, que contou com intervenções de Tiago Diniz, Presidente da FNAEESP, do Professor João Sobrinho Teixeira e do Professor Jorge Conde alusivas às problemáticas debatidas no evento, tais como: Alojamento Estudantil e Doutoramentos e Regime Fundacional. A mensagem do Secretário de Estado para os estudantes foi positiva. Este comprometeu-se em como seria instaurado um novo plano de Alojamento Estudantil e, noutro plenário, onde as juventudes partidárias se conseguiram pronunciar, estas urgem pela necessidade de maior dotação orçamental, esperando mais camas e mais financiamento para a requalificação de habitações.

Relativamente à implementação do grau de doutor nas instituições de Ensino Superior Politécnico, o Professor João Sobrinho Teixeira tranquilizou os estudantes, afirmando que “os doutoramentos se vão resolver na próxima legislatura. Para isso é necessário que existia concessões na ar sobre a mudança do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior e Lei de Bases do Ensino Superior”. Complementando a lógica, o Doutor Gonçalo Velho, Presidente da SNESUP, declarou que “deve dar doutoramentos quem tem condições para tal”. No entanto, refletiu que não tem esperança na revisão dos documentos anteriormente mencionados, por parte dos partidos políticos.

O Estado do Ensino Superior também foi refletido neste fórum. O Secretário Geral do Conselho Nacional de Educação, Miguel Miguéns, aferiu que “devia ser proibido um estudante não integrar o Ensino Superior por dificuldades económicas”. Para além disso, concluiu que o Ensino Superior tem de se adaptar à evolução da sociedade, pois considera que hoje “somos brutalmente fechados no currículo que oferecemos aos nossos estudantes”.

O Processo de Bolonha e a Mobilidade no Ensino Superior foi um dos temas em discussão, sendo que o Doutor Sebastião Feyo de Azevedo salientou que os professores têm de ter noção do esforço que as unidades curriculares requerem dos seus estudantes, para que se cumpra o verdadeiro propósito de Bolonha.

FNAEESPEncontro Nacional de Politécnicos: Estudantes Refletem sobre o Estado do Ensino Superior